sexta-feira, 15 de julho de 2016

Deus não usa relógio

Deus não usa relógio

Lá pelos 10 anos, apercebi-me de um detalhe que viria a afectar toda a minha existência. Tinha algo em comum com o Bart Simpson! Sim, esse cujos passatempos preferidos são andar de skate e fazer porcaria. Além de partilhar dos passatempos, tal como ele, desde o primeiro instante de vida que sou canhoto.
A simples existência de semelhanças com tal personagem, só por si, já não augurava nada de bom. Mas, a coisa não ficou por aqui. Uma breve pesquisa sobre o assunto viria a mostrar que o mundo foi engendrado pelos e, para os destros. De facto, o infortúnio é tal que, anualmente 2500 canhotos rumam à terra da verdade1 devido à utilização de produtos concebidos para destros. Não menos preocupante é, igualmente, o número de lesões graves provocadas por tais objectos. Exemplo disso, são todas e quaisquer ferramentas e, em especial, as que envolvam esforço físico.

1 Normalmente designada de última morada.

Todavia, a consulta da palavra canhoto num dicionário viria a sugerir um itinerário rumo à tragédia, ora senão vejamos:
adj. e s.m., Esquerdo; que habitualmente se serve da mão esquerda em lugar da direita. Desastrado, inábil.
S.m., O talão que não se destaca num livro de recibos.
Fig. Pop. O Demônio.
Só coisas boas… Ao que parece, desde sempre, a mão direita tem sido associada às coisas benévolas e puras. Por sua vez, a mão esquerda, com tudo o que é profano, malévolo, medíocre e imundo. Por exemplo, o milenar aperto de mão é executado com a mão direita, isto para evitar a sujidade2 da esquerda.

2 Na antiguidade, embora pouco habitual, a higiene ficava a cargo da mão esquerda. Notem que na época, mesmo que não precisassem, tomavam banho quase todos os trimestres.

Em diversos idiomas a palavra esquerdo, do latim sinistre, é sempre ruim. Para os bifes um left tem significados como fraco, inútil. No Japão, louco. Em Itália, desonesto, duvidoso. Sempre a somar! Na escrita, mais uma vez os destros são favorecidos. Salvo raras excepções, como é o caso do hebraico e do árabe, as letras correm da esquerda para a direita. Ou seja, o canhoto é forçado a fazer contorcionismo com o punho e, ainda assim, raras vezes enxerga tudo o que escreve. Como resultado disso, temos as luxações no pulso e textos deste calibre.
Apesar de tudo, sou um sortudo. Nasci em 1973! Se tal tivesse ocorrido na Idade das trevas, provavelmente teria acabado chamuscado. Pois, nem mais! Na época, a malta da Santa Inquisição recreava-se a incinerar canhotos. Para tal, os inábeis canhotos eram legitimamente acusados de bruxaria, de serem emissários da morte e, imaginem, do próprio Mafarrico. Se repararem, em qualquer representação do Juízo Final3, o Paraíso é indicado aos fiéis pela mão direita de Deus. Evidentemente, a mão esquerda recomenda o Purgatório. Afinal, Jesus está sentado na cadeira de palha situada à direita de Deus.

3 Evento precedido da ressurreição dos mortos e da segunda vinda de Cristo. Quanto à vinda do Messias, tudo bem. Agora o retorno dos finados é que seria bem mais problemático. Reparem que na sua maioria seriam pensionistas, ou seja, mais uma quantidade de oportunistas para viver à custa do estado.

Não julguem, porém, que os esquerdinos foram somente paparicados pelos cristãos. Pelo que consta, também Alá associa a esquerda ao Mafarrico. No Alcorão4, como na Bíblia, os fiéis a Deus sentam-se à sua direita. Como seria de esperar, a ala esquerda, sem lugares sentados, fica reservada para os amaldiçoados. Mais, há mesmo quem chegue ao ponto de garantir que o Criador tem duas mãos direitas. Ou seja, muito provavelmente, Deus não usa relógio!

4 A mão esquerda também está interdita no que toca às sagradas escrituras.


Por tudo isto, sugiro que de hoje em diante, no dia 13 de Agosto façam um brinde aos inábeis. Mas lembrem-se, as canecas deverão ser com asa para canhotos!